Buscar

Acipe e CPTrans discutem ciclorrota no Centro Histórico

Atualizado: 15 de Ago de 2019

Trajeto de trânsito compartilhado entre motoristas e ciclistas percorrerá as principais ruas do Centro Histórico na primeira fase de implementação.

Reunião na sede da CPTrans ajuda a definir futuro da primeira ciclorrota de Petrópolis.

Um aspecto fundamental do novo plano de mobilidade urbana, que vem sendo elaborado por cidades de todo o país, é a inclusão da bicicleta como ferramenta importante nos deslocamentos. Fazendo assim com que mais motoristas optem por trocar o carro pela bicicleta, deixando o trânsito mais fluído, menos congestionado. Mas, para que a ideia saia do papel em Petrópolis, o grande desafio é tornar o Centro Histórico - de ruas estreitas e povoado de carros e ônibus - mais amigável para motoristas e ciclistas.


Uma proposta da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes - CPTrans, é a criação de uma ciclorrota, um trajeto envolvendo as principais ruas do centro da cidade, com demarcações horizontais e sinalização indicando que se trata de um espaço que deve ser compartilhado. "Nós pegamos o exemplo da ciclorrota que existe na Zona Sul do Rio, especialmente no trecho do Flamengo. O objetivo é trazer essa experiência para Petrópolis", explica Márcia Kraus, chefe da divisão de projetos da CPTrans.


No trajeto do trânsito consciente e compartilhado, o roteiro turístico e comercial. A ciclorrota, embrionária ainda, passa pelas ruas do Imperador, Koeller, 16 de Março, Imperatriz, Carlos Gomes, Francisco Manoel, Monsenhor Bacelar, Washington Luiz, Dr. Nelson de Sá Earp, 13 de Maio, Alberto Torres, Floriano Peixoto, Alfredo Pachá, Paulino Afonso, Praça da Liberdade e avenidas Tiradentes, Roberto da Silveira, Ipiranga, Piabanha.

"Foi um encontro bastante proveitoso e estamos alinhados com a ideia de que sua implantação [ciclorrota] deve estar associada a uma forte campanha educativa de motoristas e ciclistas sobre seu correto uso”, Isabella Guedes, presidente da Acipe.

Para aperfeiçoar o trajeto, no dia 7 de agosto, houve um debate entre o gerente de planejamento da CPTrans, Bruno Azevedo, e membros da diretoria da Associação de Ciclistas de Petrópolis, Acipe. "Nesta reunião, os responsáveis pelo planejamento da ciclorrota nos apresentaram o projeto inicial e discutimos sobre possíveis melhorias no trajeto. Foi um encontro bastante proveitoso e estamos alinhados com a ideia de que sua implantação deve estar associada a uma forte campanha educativa de motoristas e ciclistas sobre seu correto uso”, explica a presidente da Acipe, Isabella Guedes.



Testando a nova rota


Membros da diretoria da Acipe percorrem trechos da futura ciclorrota.

Na manhã de sexta-feira, dia 9, membros da Acipe decidiram percorrer o trajeto da futura ciclorrota. A ideia era identificar os desafios que o ciclista enfrenta no trajeto e avaliar a forma mais segura de percorrê-lo. “Filmamos todo o percurso para que a CPTrans possa rever o projeto com detalhes, sendo uma ferramenta importante para a otimização da ciclorrota. O projeto inicial engloba os principais pontos comerciais e turísticos da cidade, sendo uma ótima opção para aqueles que quiserem se deslocar pela cidade de uma forma mais rápida e fácil. Além disso, o percurso é muito bonito e será uma ótima opção para aqueles que buscam conhecer a cidade sob uma nova perspectiva!”, informa a presidente da Acipe.


A previsão é de que a nova ciclorrota passe a ocupar as ruas do Centro Histórico em setembro. Até lá, o projeto segue em aperfeiçoamento.

©2019 by 

ACIPE

Associação, sem fins lucrativos, criada para ajudar a promover conscientização e políticas públicas em benefícios dos ciclistas de Petrópolis.

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram